NINGUÉM É CERTO O SUFICIENTE PARA SER LOUCO

Ninguém me ouve!
Ninguém me vê, me lê!
E quando tentam, sentem pena:
“Pobre homem enlouquecido!”!
Porque as pessoas não vivem?
Não gozam?
Explodir o mundo deve ser mais fácil
Do que viver, é o que concluo.
Por que amar é tão ridicularizado
E todos só querem
Foder,
Foder,
Foder,
A própria vida?
Às vezes preciso me fazer de certo
Para continuar sendo louco
Mas ainda não sou louco o suficiente
Para me animar a viver,
Embora a maioria não se atreva nem a pensar.
Dentre todos os meus defeitos
Nos quais se destaca minha feiúra,
Terrível voz e forma como sou desajeitado,
O que mais me agrada
É o fato de ser louco
E não um desses certos que andam por aí!

2 comentários:

ViviaNNe SeNNa disse...

Essa foi a parte q mais gostei do livro pq me identifiquei muito. De verdade!
"Às vezes preciso me fazer de certa para continuar sendo louca"
Muitas vezes não posso mostrar o meu verdadeiro eu pq seria incompreendida... Mas eu não os culpo pois nem eu mesma me entendo...
"Não procure entender. Viver ultrapassa o entendimento!"

Daniel Filipe disse...

cara e quando vc naum é feio .. e tinha tudo pra ter a vida perfeita se sente como vc se sente????
é quem sabe se vc ouvisse minha estória de vida te inspirasse mais ainda .. pq eu mesmo sentindo toda essa dor e agonia .. naum conssigo expressar o que sinto pra nimguem !!